(64) 3455-6722
 

Hotel Parque das Primaveras

Trilhas e escada em pedra levam os poucos e privilegiados hóspedes a 4 magníficas piscinas, cujas águas mornas de um azul cristalino e bordas de pedra natural são como encontrar, em pleno coração do Brasil, a paz e aconchego do Caribe..


Descrição

 
O Parque das Primaveras é um hotel-butique com apenas 29 suítes térreas em meio a um exuberante bosque-jardim de 25 mil metros quadrados. Trilhas e escada em pedra levam os poucos e privilegiados hóspedes a 4 magníficas piscinas, cujas águas mornas de um azul cristalino e bordas de pedra natural são como encontrar, em pleno coração do Brasil, a paz e aconchego do Caribe.
 
Pioneiro em Caldas Novas
 
Atraído para a região pelo potencial de suas águas termo-minerais, o Dr. Rodolfo Rohr, Professor da Unicamp de origem austro-húngara, trouxe para Caldas Novas equipamentos para perfuração de poços profundos. O poço pioneiro foi doado para a prefeitura, que construiu então o Caldas Termas Clube. Em gratidão, a municipalidade lhe lançou um desafio: escolher 10 mil metros quadrados de terreno para fundar o primeiro hotel-termas moderno da cidade, aos quais ele acrescentou 15 mil metros próprios. Neste local, o Parque das Primaveras, idealizado e construído por ele, abriu suas portas em 1973.
 
Um parque paradisíaco
 
Sob a orientação constante e cuidadosa do Dr. Rodolfo, que trazia boas idéias de suas viagens pelo mundo e pelo Brasil, tomou forma um parque ajardinado repleto de pássaros, onde crescem árvores nobres como mogno e palmeiras em meio a belas folhagens e trepadeiras. Tão belo que muitos hóspedes acreditam ter sido criado por Burle Marx, é fruto do amor e cuidados constantes do Dr. Rodolfo e seus dedicados jardineiros, liderados por Seu Jorcelino, ao longo dos últimos 40 anos. Diversos pássaros silvestres e pequenos saguis encontram refugio nos dois hectares e meio de parque do hotel, onde vivem livres e felizes. Pela manhã, uma enorme quantidade deles pode ser vista quando o maître, Sr Augusto, abastece o comedouro junto ao restaurante. Além destes visitantes, vivem soltos no hotel um casal de araras vermelhas e uma curiosa dupla de pavão e galinha d’angola…
 
Completam este jardim de encantamentos um belíssimo jardim japonês construído por seu amigo Toshiyuki Murai, com paciente dedicação e pedras selecionadas e cuidadosamente trazidas da Serra de Caldas Novas, e obras do premiado escultor Pedro Pereira. O artista expôs individual e coletivamente em diversas cidades do Brasil e do mundo, e o hotel guarda um enorme acervo de suas belas esculturas em pedra-sabão, concreto e madeira, dos mais diversos tipos e formas: crianças travessas olhando por sobre o muro, um casal de sapos à beira da piscina, fontes e bicas adornadas e muito mais…